No filme As Viagens de Gulliver (Fox Filmes, 2011), o ator Jack Black interpreta Lemuel Gulliver, um entregador de correspondência que trabalha há 10 anos em um jornal de Nova York. Ele sonha em ser algo maior, mas não tem coragem para se arriscar junto aos editores de seu local de trabalho. Logo nas primeiras cenas do filme, Lemuel entrevista um candidato para trabalhar em seu setor, e dias seguintes ocorre o inesperado… Para surpresa de Gulliver, o funcionário novato é promovido, tornando-se agora seu gestor.

Gulliver não reconhecia a importância de trabalhar sua imagem pessoal, e consequentemente não investia em aspectos essenciais de sua Presença. Mas esqueça o termo Marketing Pessoal, ele é ultrapassado e algumas de suas estratégias se tornaram obsoletas. O líder de hoje deve investir em Presença.

Para entender melhor como um líder deve investir em sua própria imagem pessoal, darei 8 dicas fundamentais para implementar a Presença em Liderança.

1. Como se comunicar? O líder deve tornar-se notado. Os seus conselhos, competência e talentos especiais devem ser procurados. Para isso é necessário adquirir capacidades especiais, como falar e escrever bem. Parece difícil? Comece pelo básico, leia, estude, participe de cursos e mantenha-se atualizado. Um verdadeiro líder não se concentra primeiro em ser estimado, e sim nas práticas e comunicações que o levam a ser respeitado.

2. Como se vestir? A regra básica é se vestir um grau de formalidade acima daqueles que lidera. Arrume-se todos os dias de forma tão cuidadosa como se tivesse uma entrevista para um novo emprego, mas não ultrapasse o padrão colocado pela empresa. Observe como os outros se comportam, mas crie seu próprio estilo,sem excesso!

3. Como exercer poder? Se você tem medo de exercer poder, certamente terá baixa autoridade perante a equipe. Já se lidera com excesso, sua equipe não terá coesão. Um líder “bonzinho”: Cuida do pessoal, orienta, treina, serve e dá apoio; Remove os obstáculos; Elogia e agradece o tempo todo. Já um líder durão: Não faz nenhuma concessão quanto às promessas que lhe fizeram; Não dá espaço para queixas; Não respeita quem se lamenta ou não atinge as metas devidas; Não tolera a preguiça. Um líder apenas deve bancar o durão depois que todas as abordagens feitas pelo bonzinho tiverem fracassado. Mas isso não significa ultrapassar os limites!

4. Como demonstrar preocupação? O líder deve manter certa distância dos seus liderados, principalmente no campo das emoções, de modo que possa tomar as difíceis decisões associadas às suas responsabilidades. Um líder sempre busca entender os sentimentos alheios, mas não tenta administrá-los. Em vez disso, estabelece e administra acordos. Uma vez que os acordos são feitos entre adultos, as pessoas não precisam ser administradas. O que é administrado é o acordo!

5. Como conduzir? Os líderes podem sentir medo, é normal, mas demonstrar o medo deixa as pessoas à sua volta nervosas. Não há problema em demonstrar emoção, mas o líder precisa estar sempre no controle. Manter as emoções num nível mais equilibrado é um aspecto de presença.

6. Como enxergar suas limitações? Uma excelente forma de o líder demonstrar humildade é cercar-se de pessoas que compensem as suas fraquezas, delegando funções e utilizando o poder do elogio.

7. Como expressar o que sente? Exclua a linguagem de vítima do seu vocabulário. As palavras formam pensamentos que criam coisas. As palavras colocam as coisas em movimento. As palavras também podem assustar um funcionário. Quando o líder sente paixão pelo trabalho e demonstra, tem o poder de contagiar a equipe.

8. Como encarar a vida? Líderes otimistas encaram a adversidade com discernimento, mas se depararem com um problema, se recusam a sucumbir aos pensamentos negativos. Podem não ter sucesso sempre, mas mantêm uma percepção positiva da vida. Quer que seu pessoal seja mais positivo?  Que se orgulhem mais de seu trabalho? Que tenham uma boa aparência? Que sejam pontuais? Seja o que você quer ver no outro!

Por Fernando Lopes